A Cidade de Miguel

Hoje foi um dia de reencontro com uma cidade lindíssima aqui do México que eu já conhecia, mas há muito tempo não voltava. Fui passar o domingão com a minha família em San Miguel Allende – uma pequena cidade turística do estado de Guanajuato, fica cerca de 50 minutos de Celaya. San Miguel é uma daquelas cidades perdidas no tempo. A impressão que dá é que tudo continua como há séculos atrás – claro que isso é somente uma impressão, afinal algumas coisas se modernizaram com o passar das décadas, somente o que ficou foi aquele ar provinciano e pitoresco que só uma cidade como essa pode ter – e vocês vão conferir com as fotos que não estou exagerando em nada!

San Miguel foi fundada em 1542 pelo monge franciscano Juan de San Miguel. Em 1900 a cidade quase se tornou uma cidade fantasma. Em 1926, foi  declarada Monumento Histórico pelo governo mexicano e isso contribuiu para que a cidade fosse conservada com suas características coloniais. Em 1950, a cidade se tornou um ponto turístico, conhecido por sua arquitetura e fontes termais. E, há alguns anos atrás, em 2008, San Miguel Allende foi declarada como patrimônio da Humanidade pela UNESCO, o que alavancou ainda mais sua fama de ser uma cidade turística.

Hoje moram em San Miguel aproximadamente 140.000 habitantes, sendo que mais de 12.000 são estrangeiros, e esses dados são do ano de 2005 – hoje com certeza esses número é bem maior. A cidade é muito procurada por canadenses, americanos, espanhóis, italianos e também por pessoas de outras nacionalidades – a maioria são aposentados que vem desfrutar da tranquilidade quase que colonial que a cidade oferece – quem escolhe essa San Miguel pra viver, tem tudo isso incluído no pacote e, convenhamos que nos dia de hoje isso é uma raridade.

A riqueza deixada pela colonização dos espanhóis é vista nitidamente nas ruas, nas fachadas das casas, nos templos, por toda a parte que você percorre. A arquitetura colonial me chama muita atenção. Sou capaz de ficar o dia inteiro só tirando fotos e observando a beleza local. A cidade te faz viajar no túnel do tempo – as ruas são tão históricas e tão ricas em beleza, que te faz sentir num recanto, quase que intocável, e detalhe – tudo muito limpo e bem cuidado.

Com rica gastronomia – bares, cafés e os melhores restaurantes, você não se arrependerá de provar um pouco de tudo, afinal, aqui se encontra todos os tipos de culinária, desde italianas e alemãs, até orientais e vegetarianas. Aqui também você pode encontrar inúmeras lojas de artesanatos – a maioria delas com imagens de Santos  e claro, de Miguel Arcanjo. Conforme você entra nessas lojas de artesanatos você começa a se emocionar com a beleza das peças, tudo muito fino e de bom gosto. Também sentadas nas ruas, encontramos algumas mexicanas, descendentes indígenas, tentando vender seus artesanatos. Abaixo algumas fotos  das lojas de artesanatos de San Miguel.

Hoje aqui no Grama da Vizinha eu quis trazer um pouco dessa pequena cidade tão especial que é San Miguel Allende.  Uma, dentre outras nove que são Patrimônio Cultural da Humanidade no México. Espero que gostem muito!

Nos vemos em breve, no próximo post!

Por Maira Gardini.

* Fontes não oficiais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: