Feijoada a moda Mexicana!

Dia de Feijoada com os Brasukas de Celaya!

Nesse fim de semana, os brasileiros-celayenses (rsrss!) se reuniram para saborear e matar a saudade de um prato típico brasileiro – A Feijoada!

Esse encontro foi mérito de todas as brasileiras que vivem aqui, com isso pudemos matar a vontade de comer essa delícia brasileira.

A história de fazer uma feijoada no México começou quando eu fui de férias ao Brasil em julho de 2011. Eu sentia muita falta de comer couve-manteiga, (porque aqui no México não existe couve, pode isso?) então resolvi arriscar e trazer aqueles pacotinhos de sementes – não sei como, a fiscalização não detectou os pacotes escondidos no meio das minhas roupas e nem os raios-X por onde passam as bagagens.  A verdade é que é proibido trazer sementes de outros países nas malas, seja de mão ou não. Existem alguns ítens proibidos inclusive as sementes e as carnes. Se você vai viajar para outro país é bom conferir essa listinha de coisas que pode e não  pode levar ou trazer de um país para o outro para não se deparar com um problema antes de embarcar. Deve-se tomar muito cuidado com o que se leva, inclusive com a bagagem de mão. As regras não mudam muito de uma cia. para a outra e antes de embarcar é sempre bom saber exatamente as normas para não ser pego de surpresa e ter que se desfazer de algumas de suas coisas no meio do caminho. 🙂 Mas voltando a feijoada…rsrs, eu trouxe as sementes do Brasil e dei um pouco para algumas brasileiras plantarem, assim as chances dos pés de couve nascerem seriam maiores do que se só eu plantasse! Até  a couve nascer, deu tempo de organizarmos tudo (e como deu!). Nos juntamos na casa de outra brasileira, a “Célia” e cada brasileiro contribuiu de alguma forma. Alguns levaram as bebidas, outros as frutas e outros ainda levaram a sobremesa.

Passamos uma tarde agradabilíssima, matamos um pouco a saudade da terrinha, comemos feijoada com farofa e couve e ainda falamos português. Só de lembrar, eu fico com água na boca! Aproveitei muito, afinal é raro ter esse prato maravilhoso nas nossas mesas aqui no México.

 

Os encontros com os brasileiros encurtam um pouco a distância com a terrinha e sempre que é possível, seja para comer feijoada ou pizza, a gente se reúne. Acho que pra quem vive fora da sua pátria-mãe, o melhor é sempre buscar brasileiros no mesmo lugar que se está morando. Sempre, sempre mesmo irá ter algumas famílias de brasileiros espalhados por esse mundo. Nos momentos de tristeza (porque eles acontecem sim!) é bom ter gente “da sua gente” por perto. Alguém que fale a mesma língua e que te compreenda porque sabe exatamente o que você está passando, afinal eles também passam pelos mesmos momentos e conseguem entender normalmente a situação. A amizade verde-amarela nos fortalece e quebra o maior galho! 🙂

E você que vive fora do Brasil, do que você mais sente falta? Tem amigos brasileiros no país que vive atualmente? Conte sua história pra gente! 🙂

Maira Gardini, direto de Celaya, México.

Post de boas-vindas | Todos os posts | Perfil | Facebook

Anúncios

13 responses to this post.

  1. Ai que delícia, adoro feijoada! Aqui em Baires fazemos com carne fresca e linguiça daqui mesmo (que tb não é a mesma coisa). Não fica igual mas dá pra quebrar um galho. A couve podemos encontrar no bairro chinês, mas essa idéia de trazer sementes é uma boa, só tomando cuidado pra passar no aeroporto, aqui tb é proibido. A primeira vez que voltei ao Brasil depois de estar morando aqui enchi a mala de carne-seca e paio, e me tiraram tudinho em Ezeiza, fui embora com lágrimas nos olhos de pensar que aquilo tudo ia ser destruído, hehehe. Beijos!

    Responder

    • Posted by Maira Gardini on 12/03/2012 at 1:45 PM

      Nem me fale Fernanda! Eu também já passei por uma dessas, mas no meu caso me tiraram todas as tequilas que eu estava levando para o Brasil. Acho que o pessoal que confiscou ficou mesmo com vontade da tequlia! Resultado: ninguém ganhou tequila…hehehe! Mas faz parte da brincadeira. Agora devo ir em julho e quero trazer as malas recheadas de produtos brasileiros que me fazem tanta falta aqui!
      Besotes!

      Responder

  2. Posted by Sâmela Silva on 12/03/2012 at 2:28 PM

    Kkkkkk Amiga, vc contrabandeou sementes!!!! Hihihihih Agora sim acredito no seu espírito aventureiro! E ainda fez as amigas plantarem, muito bom! 😛 Poxa, couve é uma coisa tão barata, não imaginava q não existia em algum lugar. Aqui tem, graças a Deus! Só q tive q ensinar Dona Tereza a fazer a “nossa couve”, pq eles preparam de outros jeitos. Mas os miúdos pra feijoada tbm são diferentes, aliás a linguiça daqui é horrível! Rs… Essas fotos estão deliciosas! 😉

    Responder

  3. Posted by Nat Fox on 12/03/2012 at 2:50 PM

    uiaaaaa maira contrabandista!!!! kkkkkkkkkkkkkkk
    a fejuca ficou com uma senhora cara boa hein!!!! hummmmmmmm!!!!!

    Responder

  4. Genial sua idéia de levar as sementes ! Quem sabe na próxima vez, um porquinho ? rsrsrs A foto da farofa de couve é de encher a boca de saliva ! Na próxima vinda ao Rio não deixe de nos procurar para degustarmos juntos uma feijoada carioca.
    abs,

    André Paranhos
    Site Feijoadas Cariocas
    http://feijoadascariocas.blogspot.com/

    Facebook Feijoadas Cariocas
    http://www.facebook.com/profile.php?id=100000260314303

    Responder

    • Posted by Maira Gardini on 16/03/2012 at 5:39 PM

      Oi André, td bem?
      Que bom que vc gostou do post, fico muito feliz quando vejo comentários de alguma pessoa que não conheço… rsrs! As sementes foram fáceis de esconder, já o porquinho, vai ser difícil trazer na mala…. kkkk! A farofa ficou deliciosa, a melhor que já comi e pode deixar que quando for ao Rio, faço questão de procurar vocês e provar a feijoada carioca!
      Abraços,
      Maira

      Responder

  5. Posted by Adriana Di Mambro on 23/03/2012 at 9:45 PM

    Oi! Sou Adriana, brasileira morando em Tijuana. Adorei este post! Que coragem trazer as sementes de couve, esta verdura deliciosa!
    Outro dia fiz umas caipivodkas para meus cunhados e fez o maior sucesso!
    Lendo seu post tive a idéia de pedir que me enviem uma pinga e fazer uma feijoada, com direito à pinga, só que será sem couve…
    Um abraço,
    Adriana

    Responder

    • Posted by Maira Gardini on 25/03/2012 at 2:33 PM

      Oi Adriana, td bem?
      Que bom que vc gostou do post! Entao, eu sou de Celaya. Será que as cidades estao muito longe? senao poderiamos nos conhecer e te dava algumas sementes de couve…rsrs!
      Obrigada pelo contato,
      Bjos!

      Responder

  6. Posted by Priscila on 27/03/2012 at 3:39 PM

    Então também quero! Será que demora para nascer mais couve?!

    Responder

  7. Posted by Livia on 18/10/2013 at 1:13 AM

    Tambem morro de saudade de feijoada e de farofa tambem, onde encontrou farinha no mexico?

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: