Festival Ching Ming

Como estamos na Semana Santa, decidi contar um pouquinho pra vocês sobre os preparativos dessa festa aqui do outro lado do planeta. Nessa época eu sempre costumo fazer meus rituais de Páscoa, como decorar a casa com ovos pintados e coelhinhos, esconder os chocolates para que as minhas crianças possam se divertir enquanto procuram, participar de amigo chocolate com os mais chegados e pensar em que tipo de comida preparar para o almoço da Sexta-Feira Santa.

Só que todos esses afazeres, até então comuns pra mim, perderam um pouco o encanto, pois este ano não rolou o ‘divertido amigo chocolate’ e eu não tive motivação para organizar tudo do jeito que gosto. Enfim, não houve o entusiasmo que havia quando morava no Brasil, apesar de também ser feriado e as crianças estarem em férias por conta da Semana Santa.

É a primeira Páscoa que passo em Hong Kong, por isso decidi me informar com pessoas nativas para saber como é de fato comemorada essa data em terras chinesas. O que soube é que há festejos semelhantes aos que fazemos no Brasil, mas nada muito grande já que os cristãos são minoria. No entanto, os chineses também têm uma tradição muito importante que ocorre nessa época – é o Festival Ching Ming também conhecido como Dia dos Mortos ou Dia de Recordar os Antepassados. O nome Ching Ming significa claro e brilhante e faz alusão aos dias ensolarados da primavera.

Esse dia é feriado nacional e todas as famílias chinesas mostram respeito ao visitar as tumbas de seus antepassados. Eles limpam os túmulos, retiram as ervas, retocam as inscrições, queimam incensos e realizam oferendas de comida e bebida. É na verdade uma comemoração parecida com o nosso Dia de Finados, só achei um pouco mais alegre e descontraída.

Oferendas de comida para os antepassados!

Como eu sou muiito curiosa, resolvi dar uma passadinha no Cape Collison Cementery para conferir de perto o que realmente acontece por lá. O cemitério estava bem movimentado, mas o evento parece mais um piquenique, já que a comida se come no próprio local. Não pareceu uma ocasião muito solene, percebi mais uma atmosfera informal, um tempo feliz pra passar com aquelas pessoas que já se foram.

Os vídeos abaixo mostram um pouquinho como é essa tradição:

Apesar de ter sentido falta das comemorações ocidentais, principalmente das mensagens de fé e união tão comuns nessa época do ano, foi importante e interessante conhecer algo tão diferente. Quando decidi mudar de país, já estava ciente de que muitos costumes seriam distintos e que precisaria me adaptar a isso. Acho que é muito válido tentar entender a cultura alheia, reconheço que às vezes é complicado, mas não custa nada fazer um esforço – é até uma forma de demonstrar nosso respeito e consideração pelas pessoas! Mas, pra não dizer que eu não comemorei a Páscoa, aqui em casa também rolou ovos de chocolate e peixe na Sexta-Feira da Paixão, só pra não perder o costume!

Feliz Páscoa a todos!! 😉

Daisy Schäfer, direto de Hong Kong, China.

Post de boas-vindas | Todos os posts | Perfil | Facebook

Anúncios

4 responses to this post.

  1. Muito legal, Daisy! Eu não imagina que “o dia dos mortos” deles era assim, bem mais parecido com o mexicano do q o brasileiro. Aproveita a Páscoa aí, pq o mais importante está com vc q é sua família! Bjinhos!

    Responder

  2. Pois é, eu tb não sabia que era comemorado assim, realmente lembra bastante a comemoração mexicana.
    E a Páscoa foi bem aproveitada, apesar de ter sentido falta de reunir parentes e amigos pro almoço de domingo. Aqui em casa o que mais gostamos são os ovinhos de chocolate…rsrs!
    Bjo

    Responder

  3. Posted by Maira Gardini on 08/04/2012 at 9:43 PM

    Nossa, li o post e pensei que estava lendo sobre o dia dos mortos aqui no México. A tradição é mesmo muito parecida, só que em datas distintas.
    Aqui no México as crianças também estão em férias escolares e a tradicional Semana Santa é igual a do Brasil.
    Adorei conhecer mais essa tradição chinesa!
    Feliz Páscoa atrasado! 🙂
    Bjos!

    Responder

  4. Eu não conhecia muito sobre o dia dos mortos no Méxixo, fui pesquisar um pouquinho e vi que são mesmo bem parecidos.
    É a primeira vez que vivo em um lugar em que a Semana Santa não é um evento muito grande e celebrado, mesmo assim foi bom conhecer essa outra tradição.
    Bjo

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: